MENU

13 nomes esto na disputa pela presidncia

Desconto do IPTU Mais ser at final de setembro

Rio Grande do Sul Crédito: Governo do Rio Grande do Sul

Lanamento da 41 Expointer comemora a fora do empreendedorismo do campo gacho

A feira ocorre de 25 de agosto a dois de setembro no Parque de Exposies Assis Brasil em Esteio

  • Lanamento da 41 Expointer comemora a fora do empreendedorismo do campo gacho
    Foto: Divulgação

A partir do próximo dia 25, o Rio Grande do Sul mostra a força que vem do campo na 41ª Expointer, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. A solenidade de lançamento da feira, considerada a maior do setor primário a céu aberto da América Latina, ocorreu nesta segunda-feira (6), na Casa de Música da Ospa, em Porto Alegre. Nesta edição, a celebração ao trabalho e empreendedorismo gaúcho conta com a ampliação do Pavilhão da Agricultura Familiar e outras melhorias até 2 de setembro.

Inspirado no conceito “Nossa Força, Nossa Gente”, o poeta e publicitário Luiz Coronel abriu o evento recitando poema em alusão ao que significa a força do campo para os gaúchos. A música tema foi apresentada por Elton Saldanha e o encerramento foi do músico Renato Borghetti com participação da Orquestra da Ospa com regência do maestro Evandro Matté.

Os animais, que configuram a principal atração da feira, apresentaram aumento de 32% na representatividade, totalizando 4.247 exemplares das mais variadas raças. Na estrutura, os animais contarão com readequação de estrutura nos lavatórios de gado leiteiro e de corte, com instalação de cobertura. Outra novidade é o retorno das aves, que ficaram de fora da edição de 2017 devido aos riscos da influenza aviária (gripe). Ovinos, bovinos, zebuínos, bubalinos, equinos, caprinos e pequenos animais integram as mais de 70 raças que estarão em exposição.

O evento conta ainda com o setor de maquinários, eventos de debates e workshops, atrações artísticas locais e a revitalização das esferas localizadas na entrada do parque, o símbolo da Expointer, que foram presenteadas pela Alemanha na década de 1970.

“Estamos vivendo a véspera do evento que não é só comercial, mas esportivo, cultural e social. O parque está em dia, está preparado. Estamos prontos para receber os gaúchos e todos os visitantes”, ressaltou o secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Odacir Klein.

A maior oferta e diversidade de produtos para comércio das agroindústrias familiares será possibilitada pela ampliação do Pavilhão do segmento na feira, que agora possui espaço de 7,6 mil m². O secretário do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcísio Minetto, comemorou a oportunidade de mais famílias mostrarem seus produtos aos visitantes.

“A agricultura familiar é um lugar de diversidade. No princípio, tivemos apenas 30 expositores em um lugar improvisado. Neste ano, vamos inaugurar um novo pavilhão, ampliado, que se constituiu num dos mais modernos já instalados. O crescimento foi possível graças à união de pessoas que acreditam que o setor é o grande vetor do desenvolvimento gaúcho”, afirmou.

 

Valorização das agroindústrias

A agricultura familiar pretende superar os números de 2017, quando alcançou volume de vendas de R$ 2,8 milhões, valor 40% superior à edição de 2016. A 20ª Feira da Agricultura Familiar da Expointer terá 283 estandes para comercialização de produtos. Ao todo, foram registradas 308 inscrições, das quais 25 de agroindústrias de fora do estado. Foram habilitados 301 expositores, entre agroindústrias, artesanato, plantas e flores. O número de estandes vai aumentar 41% em relação ao ano passado com a inauguração do novo pavilhão, cujas obras estão em fase de acabamento. No ano passado, foram oferecidos 198 espaços. Ao longo dos nove dias da feira, a Feira da Agricultura Familiar apresentará o trabalho de 1.350 famílias de 106 municípios.

“O pavilhão passou de 3,5 mil m² para 7,6 mil m², com mais de R$ 3,5 milhões recursos financiados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Valorizamos mais as áreas de circulação, principalmente os corredores, e a praça de alimentação foi ampliada para 410 lugares. Além disso, as agroindústrias passaram a ter um depósito interno, o que facilita o abastecimento dos produtos nos estandes”, reforçou o diretor de Agricultura Familiar e Agroindústria da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, José Alexandre Rodrigues.

A mostra é administrada pela SDR em conjunto com a Sead, Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi), Emater, Fetag/RS, Fetraf/RS e Via Campesina.

“Nossa Gente, Nossa Força”

O conceito da edição de 2018, criado pela agência Matriz, destaca o papel das etnias na formação do povo gaúcho e na produção agropecuária através da integração da miscigenação étnica do Rio Grande do Sul - portuguesa, italiana, alemã, africana, polonesa, indígena e japonesa – como representação da eficiência do setor primário do Rio Grande do Sul.

Faça parte

A entrada inteira para o público-geral custará R$13,00. Estudantes e idosos pagarão R$ 6,00. O número de vagas de estacionamento na área também foi ampliado. Serão mais 2 mil vagas com calçamento, ampliando a capacidade do parque para 12 mil carros.

O cadastramento para os profissionais de imprensa que desejam cobrir a 41ª Expointer vai até este sábado (11). O cadastro deve ser feito neste link.

 

*Texto: Letícia Bonato. Edição: Léa Aragón/Secom.Foto: Daniela Barcellos/Palácio Piratini.

Tags: